17/11/2020

Coren-DF realizou 16 fiscalizações operativas e 159 atendimentos em outubro

Após as diligências, 5 instituições de saúde já apresentaram soluções para irregularidades apontadas.

No décimo mês do ano mais difícil que a fiscalização do Coren-DF já enfrentou na vida, a nossa equipe realizou 16 fiscalizações operativas, nas seguintes instituições de saúde: Hospital Santa Helena, Hospital Regional de Samambaia, Hospital Home, Hospital Daher, Hospital Santa Marta, Hospital das Forças Armadas, Hospital Anna Nery, Hospital Regional da Asa Norte, Hospital Regional de Brazlândia, UBS 03 Guará, UBS 01 Planaltina, UBS 01 Sobradinho, UBS 01 Asa Norte, UBS 01 Samambaia, UBS 01 Candangolândia e a Clínica de Saúde Mental Khenosis.

Após a realização dessas diligências, 5 instituições de saúde apresentaram soluções:

1. O HRG redimensionou a equipe de Enfermagem, com a contratação de mais 3 enfermeiros, com jornada de 20h semanais, e 8 técnicos de Enfermagem, com jornada de de 20h semanais. Todos foram lotados no Pronto Socorro;

2. O Hospital Santa Helena informou a contratação de 14 profissionais de Enfermagem para o Bloco Cirúrgico;

3. A UBS 01 Asa Norte passou a ter presença de enfermeiro na sala de atendimento à pacientes sintomáticos respiratórios e entrada de mais um enfermeiro nas equipes de Estratégia Saúde da Família;

4. O ICDF adequou a quantidade de profissionais de enfermagem necessária para atendimento nos setores Covid-19;

5. O HRT ampliou a carga horária direcionada para o Pronto Socorro: 1.020 horas de Técnicos de Enfermagem e 380 horas de Enfermeiros.

“Superado o primeiro impacto da pandemia, em que a maioria das denúncias era sobre falta de EPIs, agora estamos fiscalizando, apontando e combatendo o baixo dimensionamento das equipes de Enfermagem. Esse já era um problema crônico no DF e foi agravado pela pandemia. Não obstante, de fiscalização em fiscalização, estamos conseguindo sensibilizar os gestores sobre a importância do correto dimensionamento para garantir a assistência necessária aos pacientes”, frisa a gerente de fiscalização do Coren-DF, Dra. Sheila Depollo.