16/01/2020

Técnicos e Enfermeiros são contratados pelo IHBDF após fiscalização do Coren-DF

O Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) contratou
Fachada do IHBDF ( Foto: Pedro Ventura/GDF/Divulgação)

O Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) contratou Técnicos e Enfermeiros após ação do Departamento de Fiscalização (DeFis), do Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF). A admissão ocorreu após a inspeção feita em 2019, na Unidade. Nesta quarta-feira (15), o DeFis realizou o retorno na Hematologia, Neurologia e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do IHBDF e constatou que a instituição sanou algumas das irregularidades notificadas, como por exemplo, a contratação dos profissionais, que foi uma das denúncias recebidas pelo departamento.

A atividade fez parte do cronograma de fiscalizações de rotina que são programadas ou motivadas por denúncia. Neste caso, a inspeção ocorreu após Processo Administrativo (PAD), instaurado em 2019, e recebimento de queixas pelo Departamento de Fiscalização.

Adequações no IHBDF

Na unidade de Hematologia e Neurologia haviam denúncias de irregularidades apontadas em 2019 que foram sanadas, como por exemplo, ausência de capacitação para atuação na área de Hematologia, além da contratação de técnicos e enfermeiros. O DeFis solicitou ao IHBDF cálculo para saber se o Dimensionamento de Pessoal de Enfermagem está dentro do quantitativo necessário.

Já na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do IHBDF, 90% das irregularidades apontadas foram sanadas. Em 2019, a unidade foi notificada por descumprir a Resolução Cofen nº 557/ 2017, que dispõe sobre o procedimento de Aspiração de Vias Aéreas, que traz em seu Art. 2º que “os pacientes graves“ deverão ter suas vias aéreas privativamente aspiradas por profissional Enfermeiro”. Segundo a denúncia, o procedimento era realizado por Técnicos de enfermagem. Após inspeção, a instituição fez as adequações e o procedimento está sendo realizado pelo Enfermeiro, conforme preconiza a Resolução.

Outras melhorias na organização do serviço de enfermagem foram a elaboração do Procedimento Operacional Padrão (POP), adequação dos registros relativos a assistência da categoria, e profissionais que estavam com a Carteira de Identidade Profissional (CIP) vencidas regularizaram a situação junto ao Coren-DF.

As inconformidades que não foram ajustadas, terão novo prazo para adequação, conforme preconiza o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).