20/11/2020

Dos 20 leitos de UTI do HRAN, 19 estão bloqueados

Fiscalização constatou falta de medicamentos essenciais e de itens básicos, como luvas cirúrgicas e de procedimento.

As equipes de fiscalização do Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF) e do Sindicato dos Enfermeiros do Distrito Federal (SindEnfermeiro-DF) estiveram no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) nesta quinta-feira (19), para averiguar denúncias graves sobre a instituição.

As denúncias foram confirmadas e a situação do hospital é crítica. Das 20 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), no momento da fiscalização, apenas uma estava sendo utilizada. As outras 19 estão bloqueadas por falta de medicamentos essenciais para os pacientes que precisam desse tipo de internação. Está faltando até luvas para os profissionais.

Com essa situação, o HRAN está sem receber pacientes. “O que causa estranheza é que essas pessoas estão sendo transferidas para outras instituições, para instituições privadas, para o Hospital de Campanha da Polícia Militar, onde o custo para o atendimento e tratamento desses pacientes é muito mais caro”, comenta o presidente do Coren-DF, Dr. Marcos Wesley.

O Coren-DF vai tomar providências legais e acionar as autoridades competentes para buscar uma solução para a situação do HRAN.