19/11/2020

Ajude a impedir o cerceamento da Enfermagem Obstétrica

Participe da consulta pública da ANS sobre a revisão do rol de procedimentos de cobertura obrigatória.

Você sabia que estão querendo criar empecilhos para o acompanhamento pré-natal por enfermeiro obstetra ou obstetriz na saúde suplementar? Pois é, temos que nos mobilizar para impedir esse retrocesso.

Por meio da Consulta Pública n.º 81, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) está fazendo a revisão do Rol de Procedimentos de cobertura obrigatória pelos planos de saúde.

O perigo está no ítem 143 da consulta pública, que determina a cobertura obrigatória de 6 consultas de pré-natal e 2 de puerpério por enfermeiro obstetra ou obstetriz. Entretanto, no quesito 2 deste item, estão querendo condicionar esse atendimento a um pedido médico.

Nós somos absolutamente contra essa proposta, uma vez que a Enfermagem é profissão autônoma, com competência e habilitação para realizar o atendimento obstétrico, sem a necessidade de indicação por outro profissional.

A atuação da Enfermagem no atendimento às gestantes é determinante para garantir a dignidade da assistência obstétrica e a redução de cesarianas desnecessárias.

Se você deseja participar da consulta pública, para ajudar a impedir esse retrocesso, clique aqui.